> Moradores do Residencial Trizidela reclamam da falta de creche e escola para os filhos

Moradores do Residencial Trizidela reclamam da falta de creche e escola para os filhos

Posted on sexta-feira, 31 de janeiro de 2014 | No Comments

Espaço deixado pela construtora
Espaço deixado pela construtora
 
As aulas de Jarlene de Sousa  só começarão dia 10 de fevereiro, mas ela, por experiência própria, já sabe que terá mais um ano de longas caminhadas para poder chegar à escola Camilo Figueiredo onde fará o 5º ano do Ensino Fundamental.
 
“Tem que sair cedo, se não sair cedo chega atrasado…PORQUE É DISTANTE? É…SE FOSSE AQUI PERTINHO DA TUA CASA, SERIA MELHOR? Porque aí seria bom que não era longe, era mais perto”, respondeu 
 
A estudante mora no Residencial da Trizidela, o segundo a ser construído em Codó pelo programa Minha Casa, Minha Vida. Assim como o primeiro (Santa Rita), fica distante do centro da cidade e das escolas onde a maioria estudava antes da mudança.
 
RECLAMANDO
 
Mil famílias se mudaram para o conjunto que não tem escolas, nem creches. Agora os pais de dezenas de crianças estão reclamando da distância que enfrentaram ano passado e terão que enfrentar novamente este ano para manter os filhos no colégio.
 
Encontramos casos onde os pais ainda estão evitando ocupar as casas temendo prejudicar a educação daqueles por quem são responsáveis, como nos contou a dona de casa, Célia Regina de Sousa Lima.
“Exatamente, tem muitos esse mesmo aqui, meu vizinho, ainda não mudou, ele trabalha no SAAE, ele ainda não mudou porque o menino dele estuda longe, ele disse que a dificuldade fica muito grande pra ele trazer os filhos”, revelou
 
Há um espaço enorme no meio do conjunto habitacional, na opinião dos moradores, deixado para tais construções.
 
Dona Silvana Brandão e os três filhos moram próximo à ele. Desde que chegaram, nunca deixaram de desejar escola e creche na área.
 
 “A gente vai ter que levar ou de carro ou de moto…MAIS GASTO? É, porque se tivesse escolar não precisava (…) se fizesse este ano ainda seria muito bom, porque ano que vem as crianças já iam estudar aqui e não precisava a gente se deslocar até o centro”, esperançou
 
PALAVRA DO GOVERNO
 
Sobre a necessidade dos moradores do Residencial Trizidela a secretária municipal de Educação, professora Rosina Benvindo, informou que existe um projeto para a construção de uma creche Pró-infância e de uma escola de Ensino Fundamental Maior (5º ao 9º ano).
Ela não soube dizer quando a obra vai começar.

Leave a Reply

Tecnologia do Blogger.