> Dono de posto que ficou com medo de ser preso na CPI é sócio de político

Dono de posto que ficou com medo de ser preso na CPI é sócio de político

Posted on segunda-feira, 28 de abril de 2014 | No Comments



Empresário Dileno Tavares  não compareceu à primeira convocação para prestar depoimentos como testemunha junto à CPI dos Combustíveis na semana passada.

Ele é dono de um posto de gasolina que foi apontado pelo Ministério Público como um dos integrantes do cartel instalado na capital. Mas a preocupação de Dileno não é apenas esta não. Por isso ele entrou na justiça com o pedido de habeas corpus preventivo para permanecer em silêncio e não ser preso durante o depoimento à CPI.

O empresário tem outras complicações. Ele é proprietário de uma empresa que atua no Porto do Itaqui desde o governo de Jackson Lago e tem um faturamento alto.

Dileno seria laranja de um importante político do Maranhão, que aliás foi patrão do deputado Otelino Neto, presidente da CPI dos Combustíveis.

Leave a Reply

Tecnologia do Blogger.