> Polícia Civil revela identidade dos suspeitos de matar o filho do presidente da Câmara de Vereadores de Codó e diz o que pode ter motivado o crime

Polícia Civil revela identidade dos suspeitos de matar o filho do presidente da Câmara de Vereadores de Codó e diz o que pode ter motivado o crime

Posted on quarta-feira, 30 de dezembro de 2015 | No Comments

Eduardo, Chebinha, procurado pela Polícia

Eduardo bezerra, conhecido por ‘Xebinha’ – executor do crime
A Polícia Civil de Codó já tem o nome dos principais suspeitos de serem os autores da execução de Haroldo Magalhães Neto, filho do presidente da Câmara Municipal de Codó, vereador Chiquinho do Saae. O crime ocorreu na noite do dia 25 de dezembro de 2015, na Avenida Marechal Castelo Branco, bairro São Pedro.
Ao repórter Sena Freitas, da FCTV, o delegado regional Alcides Martins revelou que as investigações estão bastante avançadas com a identificação dos suspeitos do assassinato e disse ainda que linha de investigação a polícia está seguindo para elucidar a motivação do crime, já que há a identidade dos possíveis executores – Tony Glemerson e Eduardo bezerra, conhecido por ‘Xebinha’.
Fizemos um trabalho em conjunto com a Polícia Militar e chegamos aos nomes dos autores do crime em foi vítima o Haroldo, filho do presidente da Câmara do município de Codó. Os autores desse crime foram: Tony Glemerson (que esta conduzindo a motocicleta) e quem atirou contra o Haroldo foi Eduardo bezerra, conhecido por ‘Xebinha’, que completou 18 anos agora em 24 de novembro, exatamente, um mês antes do crime” – disse.
Xebinha já esteve apreendido na delegacia de Codó, por tentativa de homicídio no carnaval deste ano, na época ainda era menor de idade e posteriormente retornou à Delegacia por porte de arma de fogo, “como era adolescente foi lavrado o procedimento legal e ele foi entregue ao seu responsável”, informou o delegado Alcides Martins.
O suspeito de estar conduzindo o executor de Haroldo, já esteve preso em Caxias e na cidade de Codó por tráfico de drogas. “O Tony Glemerson já esteve preso em Caxias em flagrante pela Polícia Militar, por tráfico de drogas. Esse processo dele é de 2012, mas foi julgado agora no mês de julho e ele foi condenado pelo tráfico de drogas, sendo que no mês de janeiro ele já havia caído aqui na delegacia de Codó portando quantidade de maconha e foi feito um procedimento contra ele, mas pela quantidade, ele não pode ter sido autuado em flagrante”, relatou.
Tony e Xebinha estão foragidos e já foi feito pedido de prisão preventiva da dupla de suspeitos do crime – “Chegou-se ao nome desses dois indivíduos e já foi feita a representação pela prisão preventiva deles. Estão foragidos. Desde o cometimento do crime eles se evadiram daqui e estamos diligenciando no sentido de identifica-los e a gente conta com a ajuda da população para poder descobrir o paradeiro e efetuar a prisão deles o mais rápido possível”, disse o delegado.
Haroldo Magalhães Neto - vítima
Haroldo Magalhães Neto – vítima
Motivações possíveis do crime – “Esses dois indivíduos que nós divulgamos aqui, eles são os executores do crime. O que a polícia ainda está investigando? Há alguns anos houve um homicídio no município de Codó em que o Haroldo teria sido apontado como tendo participação nesse crime. Na época não pode comprovar se ele foi ou não coautor do crime se ele teve ou não no crime. Ele não foi indiciado e não houve nenhum procedimento lavrado em desfavor dele”.
Uma das hipóteses é que o crime atual, o homicídio dele tem a ver com esse homicídio que ocorreu alguns anos atrás. Outra situação, que a gente não pode descartar nada, é que durante o carnaval desse ano, alguns parceiros do Xebinha teriam discutido com alguns colegas do Haroldo, uma turma numa briga de carnaval. São informes que nós colhemos e estamos exaurindo essas hipóteses e esperamos concluir a investigação indicando qual foi a real motivação desse crime”, declarou Alcides Martins.
O delegado negou que no dia do assassinato, a vítima estivesse em atividade suspeita como chegou a ser ventilado na própria imprensa. Alcides disse que na ocasião, Haroldo circulava pelo bairro São Pedro porque estava movimentando a organização de uma confraternização.
Do Correio Codoense

Leave a Reply

Tecnologia do Blogger.