> Delegado Rômulo Vasconcelos Lamenta a perca hoje para os codoenses pela a transferênçia do comandante da 17º BPM em CODÓ

Delegado Rômulo Vasconcelos Lamenta a perca hoje para os codoenses pela a transferênçia do comandante da 17º BPM em CODÓ

Posted on quarta-feira, 13 de janeiro de 2016 | No Comments

ROMULO1-288x300
RÔMULO VASCONCELOS
Em um grupo de Whatsaap chamado “PLANTÃO DE POLICIA 24H”,  O delegado Rômulo Vasconcelos expressou seu sentimento com relação à transferência do Tenente Coronel Jurandy, da Cidade de Codó para Bacabal em caráter de urgência.
No grupo ele colocou:
“Infelizmente estamos perdendo um dos homens mais compromissados que já passou na nossa policia. Acima de tudo competente, probo e altamente estrategista”.
“Tomei conhecimento agora que a Portaria do Colega Jurandir já está feita e que o mesmo será substituído pelo Major Hudson. Homem este também compromissado com a policia e de total confiança do Comandante da PM a e do próprio Jurandir. Conte com o nosso apoio na Cidade de Timbiras.”
“Eu acredito que o Comando Geral está pedindo o apoio do Coronel Jurandir para situação que foi instalada em Bacabal. E com certeza Bacabal precisa hoje de um homem de pulso para acalmar a tropa. Vejo esta transferência como uma situação de extrema confiança entre o Comando Geral e o Coronel Jurandir. Caro colega Jurandir, caso isto se concretize que Deus acompanhe seus passos. Ficamos tristes. Já que Codó precisa muito do Senhor, mais se for para o seu engrandecimento e reconhecimento dentro da sua instituição, parabéns. Lamento como Cidadão Codoense que sou. “disse Rômulo Vasconcelos.
Veja o que diz também este outro PM, no grupo.
“Coronel Jurandir, mora em Codó, ele conhece os pontos estratégicos de cada traficante da cidade, ele é inteligente nas missões que organiza ou planeja quando nós somos solicitados pra fazer prisões de traficantes ou homicidas.
Ele defende os seus polícias e trata todos por igual porque pra ele não têm diferença um policial para o outro, e o mais importante, ele sempre estar na frente das missões que são realizadas na cidade ou no interior, ou seja ele é um comandante presente em tudo que se diz OPERACIONALIDADE. Com tudo isso, quem perdeu foi todos nós, tanto os Polícias Militares quanto a População de Codó. Muito triste essa situação”disse o Cabo.

Leave a Reply

Tecnologia do Blogger.