> Codó - Incêndio Escola complexo pega fogo misteriosamente !

Codó - Incêndio Escola complexo pega fogo misteriosamente !

Posted on quinta-feira, 10 de novembro de 2016 | No Comments

img-20161109-wa0262
Sala totalmente misterioso
Um incêndio misterioso surgiu repetinamente hoje (09), por volta das 11h da manhã no Complexo René Bayma, escola da rede estadual. Quem apagou foram pais, alunos e vizinhos do colégio como seu Antonio José Serra.
“Foi a comunidade mesmo …POR QUE O SENHOR RESOLVEU AJUDAR?  Rapaz porque o colégio ai faz medo até as casas vizinhas aí tudo…AÍ NÃO DAVA PRA FICAR PARADO? Não dava não’, disse
Com escadas e  baldes de água  subiram no  telhado apagando o incêndio que, segundo o diretor Ribamar Melo, pode ter sido causado por  um curto circuito uma vez que a última reforma geral pela qual passou o Complexo René Bayma aconteceu  a 24 anos.
 “Nós já pedimos essa reforma, esse reparo da rede elétrica, que inclusive o governo já acenou pra essa possiblidade, mas, infelizmente, ainda não fomos contemplados ainda…EM QUE ANO NÓS TIVEMOS A ÚLTIMA REFORMA AQUI NO RENÉ BAYMA? Reforma geral mesmo foi em 1992”, afirmou
O  fogo ainda avançou destruindo duas salas, uma só com carteiras que estava desativada e a do laboratório de química.
img-20161109-wa0244
Fachada da escola
Quando já estava controlado, finalmente, o grupamento anti-incêndio da Guarda Municipal apareceu com o carro-pipa da prefeitura. O equipamento cheio de furos dificultou o trabalho dos guardas e deu razão à reclamação de alunas como Nathália Rodrigues da Silva.
“Depois que a gente passou pelo sufoco que chegou o carro-pipa então não adiantou de nada porque o fogo a gente já apagou, os alunos e os moradores que moram aqui perto, então não adiantou de nada porque isso foi uma negligência dos órgãos públicos e dos órgãos que poderiam vir nos ajudar”, reclamou a estudante
O comandante da Guarda, José Fernandes, justificou o atraso com o problema da falta de um carro-pipa disponível especificamente para o combate à incêndios.
 “Como o incêndio não tem dia nem hora marcada pegou no contra-tempo, teve essa demora, os populares fizeram o combate aí, do jeito que eles puderam, até arriscando a vida (…) e a gente tá aqui agora pra fazer o rescaldo pra que não aconteça, que se propague mais”, argumentou
Fonte: Blog do Acélio Trindade

Leave a Reply

Tecnologia do Blogger.