> Obras inacabadas - Dois prefeitos de duas cidades vizinhas com o mesmo objetivos. Duas cidades vizinhas que os prefeitos não estão nem ai com a continuação das obras que foram iniciadas !

Obras inacabadas - Dois prefeitos de duas cidades vizinhas com o mesmo objetivos. Duas cidades vizinhas que os prefeitos não estão nem ai com a continuação das obras que foram iniciadas !

Posted on sábado, 12 de novembro de 2016 | No Comments

11

Os casos de má gestão na aplicação de recursos públicos são comuns em todo Brasil em obras das mais diversas naturezas e causa revolta e indignação na população, pois o dinheiro tem como origem o bolso do contribuinte através dos impostos. Em Timbiras, algumas situações terão que ser explicadas quanto a não-execução de várias obras. Hoje, trataremos do primeiro caso.
14
Esta semana a equipe de reportagem do Portal Oitimba visitou algumas obras inacabadas e se deparou com vários descasos públicos que mereceria no mínimo uma intervenção imediata do Ministério Público a fim de apurar responsabilidades.
13
A obra de construção de uma Creche no Bairro Anjo da Guarda chama atenção pela demora na sua execução, a mesma já está em andamento há alguns anos. O prédio foi iniciado, mas atualmente está abandonado e entregue à ação do tempo que o destrói aos pouco.
12
Não tivemos acesso aos valores destinados àquela obra, nem o quanto foi gasto até o momento, o certo é que até a chegada do novo governo ela não avançará mais, ficará exatamente como está agora. Esse tipo de situação é o que se chama de “herança maldita” deixada para o próximo governo que já começará com um fardo pesado sobre suas costas.
A população espera uma explicação sobre o destino desses recursos, principalmente a do Anjo da Guarda.
Codó não é diferente 
thumbnail_20160601_164438
O novo prefeito de Codó deverá assumir a cidade numa situação inusitada, acontece que o atual prefeito Zito Rolim acumula em sua administração uma dezena de obras que não serão concluídas até o dia 31/12, prazo final de sua gestão e o que chama a atenção é que muitas dessas obras estão há muito tempo paradas que quando forem retomadas o prejuízo será grande, como é o caso da construção da quadra de esportes da Escola Estevam Ângelo de Souza, localizada na Avenida Primeiro de Maio, por lá a ferrugem já compromete toda a estrutura metálica da obra.
placa
Uma obra que causou espanto, foi a de revitalização da Lagoa da Trizidela, até uma placa informando a obra foi colocada no local, porém retirada sem justificativas plausíveis, conforma imagem acima.
Na Vila Camilo, há a construção de uma escola e o prédio do CAPS, os prédios nem chegaram em seu estágios de conclusão e as obras vão completar dois anos paradas e nada de justificativas plausíveis.
CAPS2CAPS
E agora no Residencial da Trizidela, há dois canteiros de obras em que os poucos funcionários que trabalham nos locais justificam as velocidades das obras que são muito lentas, certamente não terão seus prazos respeitados nas informações técnicas contidas nas placas.
thumbnail_20161103_173134
Entendo até que o novo prefeito poderá dar sequencia e concluir as obras, mas nada acontece por acaso, tanto tempo de pausa nos leva a crer que algo está errado e como tudo será desenrolado não sei.

Com informações do Oitimba

Leave a Reply

Tecnologia do Blogger.