> Delegado afirma que assassinos de adolescente no Codó Novo já estão identificados !

Delegado afirma que assassinos de adolescente no Codó Novo já estão identificados !

Posted on segunda-feira, 3 de abril de 2017 | No Comments

Vitima Victor Emanoel

Vítor Emanoel Magalhães da Silva, tinha só 14 anos de idade, hoje pela manhã continua sendo velado na rua São Miguel, 1150.
A mãe, Maria de Jesus Magalhães Neta, conta que dois homens, numa moto, chegaram atirando no último sábado, 1º. Pelo menos 5 tiros foram disparados contra o garoto e amigos que estavam na porta de casa na rua São Miguel, bairro Codó Novo.
“Uns 5 a 6 tiros que deram, teve tiro que varou meu portão…DEPOIS A SENHORA FICOU SABENDO QUE O FILHO DA SENHORA NÃO ERA O ALVO? Não, era outro Vítor (…) Se ele tivesse na rua fazendo alguma coisa, na rua, mas ele tava na porta da casa dele, sentado na cadeira que eu comprei pra ele”, contou
Um dos tiros atingiu a cabeça de Vítor que morreu na hora. Maria de Jesus sustenta que o filho não era envolvido com drogas e vivia de casa para a escola, apenas.
 “Estudava, se eu saia pra trabalhar quando eu chegava 9h tem vez que ele ainda tava dormindo, eu chegava 10h ele ainda tava dormindo, aí era um menino que limpava a casa pra mim, cozinhava pra mim comer, quando chegava 12h ele já tava banhado pra ir pro colégio…IA PRA  ESCOLA? Ia…MORREU INJUSTAMENTE? Meu filho morreu injustamente, foi um bando de covardes que mataram meu filho”, disse à TV Mirante
POLÍCIA TRABALHANDO
O delegado que investiga o caso, Rômulo Vasconcelos,  informou à imprensa, pela manhã após chegar de uma diligência à respeito com três presos,  que Vítor Emanoel Magalhães da Silva pode ter morrido, injustamente.
Informou que está com dificuldades de prender  os envolvidos, mas que todos já estão devidamente identificados.
 “ O Dell e o Ítalo são maiores de idade e tem uma terceira pessoa indicada que esse a gente vai preservar o nome dele que égem pela polícia e nós estamos agora tentando identificar, qualificar e encaminhar o processo pra Justiça”, concluiu um menor de idade (…) mas o crime está solucionado, sabemos que é o autor do crime, foi um crime bárbaro, não teve motivo aparente, eles descontaram uma rixa que eles têm com um enteado desse rapaz, descontaram na criança, uma criança de 14 anos, aparentemente não tinha passagem pela polícia e nós estamos agora tentando identificar, qualificar e encaminhar o processo pra Justiça”, concluiu
Do Acélio

Leave a Reply

Tecnologia do Blogger.