> Apoiado por Jéferson Portela Coronel pretende abrir Companhia no bairro Codó Novo

Apoiado por Jéferson Portela Coronel pretende abrir Companhia no bairro Codó Novo

Posted on terça-feira, 30 de maio de 2017 | No Comments

A estrutura que abrigou na década de 1990 militares e agentes municipais de segurança patrimonial está abandonada há vários anos na conhecida praça do Codó Novo.
Agora o comandante do 17º Batalhão, o tenente-coronel Jurandir de Sousa Braga, está trabalhando a ideia de transformar o local na sede de uma companhia militar e o bairro Codó Novo não foi escolhido por acaso.
 “Codó  Novo é um bairro que tem população superior à 15 habitantes, é uma região bem extensa e devido ao elevado número de ocorrências que sempre foram registradas naquele bairro, dos 14 homicídios  que nós já tivemos este ano 7 foram só na região do Codó Novo, então a Polícia Militar tem que fazer uma interferência mais aguda naquele bairro para que a gente possa diminuir esses índices”, explicou o comandante em entrevista à TV Mirante.
A ideia tem a aprovação e o entusiasmo da população. É elogiada, mas para sair do papel vai precisar de mais do que isso.
No mínimo será preciso a reforma com ampliação do posto abandonado uma vez que a companhia terá que ter alojamentos também. Só as refeições dos militares da companhia continuara acontecendo na sede do 17º BPM.
Neste ponto o comandante da PM disse que tentará a ajuda da prefeitura. O prefeito Francisco Nagib já teria manifestado interesse em ajudar.
A DESCENTRALIZAÇÃO
A finalidade, como se nota claramente,  é descentralizar os serviços de segurança  numa cidade onde o crime cresce na proporção do aumento de sua população.
Na mesma linha, em recente visita à Codó o secretário de Segurança Pública, Jéferson Portela, afirmou que a Polícia Civil também deverá passar por mudanças.
O que o secretário  tem como meta é tirar todos os atendimentos da sede da 4ª Delegacia Regional que abriga, desde sua edificação, dois distritos policiais, a delegacia especializada da mulher e a regional.
Mas isso também está sem data para virar realidade.
“Discutimos também a necessidade de descentralizar um Distrito, uma delegacia policial para os bairros porque isso aproxima do Cidadão. Ao contrário de todo mundo ir para a regional, a gente pode descentralizar botar um distrito noutro lugar pra gerar um atendimento num local mais concentrado, numa população maior pra gerar atendimento a população e o planejamento de ações de  controle segue forte”, disse Jéferson Portela.
Fonte do Blog do Acélio

Leave a Reply

Tecnologia do Blogger.