> Cana nele - Expulso do Exército, tenente que matou estudante maranhense vai para presídio !

Cana nele - Expulso do Exército, tenente que matou estudante maranhense vai para presídio !

Posted on quinta-feira, 3 de agosto de 2017 | No Comments



O tenente do Exército José Ricardo da Silva Neto, 22 anos, assassino confesso da universitária maranhense Iarla Lima Barbosa, 25 anos, já foi expulso da Força e, no próximo sábado (5), será transferido para o sistema prisional do Piauí, onde ocorreu o crime.

“Ele ainda está detido no 2º Batalhão de Engenharia de Construção (2º BEC), em Teresina, mas vai ser encaminhado a um presídio comum”, disse o promotor de Justiça Ubiraci Rocha.

Além do assassinato de Iarla (que estudava Arquitetura e Urbanismo em Teresina), o agora ex-oficial responde pelos crimes de lesão corporal de natureza grave contra Ailana Lima Barbosa, irmã da vítima, e Joseane Mesquita da Silva, amiga das irmãs.

CRISE DE CIÚMES

Os fatos que resultaram na morte de Iarla Lima – natural de Governador Eugênio Barros (a 389 km de São Luís), mas que morava com a irmã Ailana em Timon – ocorreram na madrugada do dia 19 de junho.

A jovem havia começado a namorar o tenente uma semana antes do homicídio, no Dia dos Namorados.

Tudo começou no bar Bendito Boteco, na Avenida Nossa Senhora de Fátima (zona leste de Teresina). Naquela noite, Iarla foi convidada pelo oficial para se divertirem. Os dois foram. Levaram Ailana e a amiga Joseane.

Descontraidamente, no bar, Iarla dançou com amigos, o que causou muito ciúmes e irritação em José Ricardo, que quis ir embora, levando as três jovens.

No carro, a discussão prosseguiu. José Ricardo se alterava cada vez mais, gritando que “não era bobo”, até que puxou uma pistola calibre .380 e atirou em Iarla, que ocupava o banco do passageiro, à queima-roupa, atingindo, ainda,as outras duas jovens, que estavam no banco traseiro do carro. Iarla morreu na hora. Mesmo feridas, a irmã e a amiga de Iarla conseguiram fugir, pulando do veículo ainda em movimento.

O corpo de Iarla foi levado por José Ricardo até o estacionamento do prédio em que residia, no Cajuína Residence (bairro Santa Isabel, zona leste de Teresina). O ex-oficial foi detido momentos depois pela Polícia Militar.

As outras duas vítimas deram entrada no Hospital de Urgência de Teresina (HUT) – Ailana com um tiro de raspão na cabeça, e Joseane, baleada no braço direito.

O ex-tenente José Ricardo vai responder por feminicídio, além de duas tentativas de homicídio.

Com portais do Piauí via JP O Informante




Leave a Reply

Tecnologia do Blogger.