> Educação devagar - Herança de Fabrízio recai sobre a atual gestão do prefeito do prefeito de Timbiras e alunos na zona rural estão em mau lençóis !

Educação devagar - Herança de Fabrízio recai sobre a atual gestão do prefeito do prefeito de Timbiras e alunos na zona rural estão em mau lençóis !

Posted on domingo, 24 de setembro de 2017 | No Comments

O ex-prefeito de Timbiras, Fabrízio Araújo, deixou um rastro de destruição na cidade, principalmente na área da educação. O estado da coisa é de estarrecer qualquer cidadão que sabe que a educação é prioridade em qualquer lugar do mundo, porém, em Timbiras, os prefeitos que por lá passam parece que levam isso no “banho maria” e as crianças são penalizadas da pior forma possível. Esta semana, a redação do Blog do de Sá recebeu uma denúncia da comunidade Santo Antônio da Cit a 12 km da sede do município, onde a escola não oferece conforto nenhum aos alunos.
HÁ OITO ANOS NA MESMA SITUAÇÃO
Apesar de ser quase nas barbas dos prefeitos que passaram por Timbiras, e, diga-se de passagem, especialmente pela família do ex-prefeito Fabrízio que comandou o município por muitos anos. Essa mesma família nunca encontrou uma forma de acabar com o sofrimento dos alunos e dos pais que moram e tem filhos que estudam naquela comunidade. 
A escola não tem banheiro, não tem cantina e nada que possa fazer jus à educação do município de Timbiras. Outra grande preocupação que está deixando os pais sem dormir é o possível fechamento da escola, apesar de ser em precárias condições ainda é lá que eles buscam o conhecimento todos os dias. Caso a escola seja fechada, os alunos terão que buscar outros meios para continuar estudando.
ONDE PODERÃO CONTINUAR ESTUDANDO
Em contato com pessoas que moram na comunidade Santo Antônio da Cit, a redação do Blog do de Sá tomou conhecimento que, caso a escola chegue a fechar os alunos vão ter que buscar meios para estudar na comunidade Caixa D’água na escola Dica Pereira que fica há 8 km de onde estudam atualmente. A secretaria de educação do município alega a quantidade de alunos na escola que chega a pouco mais de 18 e por conta disso querem remanejá-los para outro local sendo que os moradores reconhecem a necessidade de uma escola na comunidade.
Do Blog Do De Sá

Leave a Reply

Tecnologia do Blogger.