> Delegado Thiago Bardal e advogado são presos após decreto da Justiça !

Delegado Thiago Bardal e advogado são presos após decreto da Justiça !

Posted on sexta-feira, 2 de março de 2018 | No Comments

O delegado Thiago Bardal foi exonerado da Seic no dia 22 de fevereiro. / Foto: Reprodução/TV Mirante.

SÃO LUÍS – No início da tarde desta sexta-feira (2), a Justiça do Maranhão decretou a prisão preventiva do delegado Thiago Bardal, suspeito de integrar organização criminosa de contrabando, e do advogado Ricardo Jefferson Muniz Belo, o qual estava com o delegado nas proximidades do local do crime.

Advogado Ricardo Jefferson Muniz Belo. / Foto: Reprodução/TV Mirante.
Segundo informações do secretário de Segurança Pública (SSP), Jefferson Portela a polícia já executou os mandados de prisão, sendo que o delegado Thiago Bardal recebeu voz de prisão assim que terminou de prestar depoimento na Superintendência Estadual de Prevenção e Combate a Corrupção (Seccor).
As prisões foram decretadas pelo juiz Ronaldo Maciel, da 1ª Vara Criminal, especializada em combate ao crime organizado, atendendo a um pedido da SSP.
Agora, o ex-titular da Superintendência Especial de Investigações Criminais (Seic) será encaminhado para a unidade prisional reservada a integrante da Polícia Civil, que fica localizada ao lado da Delegacia da Cidade Operária.
Sobre o andamento das investigações, o secretário Jefferson Portela afirmou que a Polícia Civil vai continuar a investigar o envolvimento de qualquer servidor ou alguém da iniciativa privada nessa organização criminosa.
Ouça a entrevista que o secretário da SSP deu na rádio Mirante AM falando sobre as prisões:
Entenda o caso
No dia 21 de fevereiro, a Polícia Militar fez uma operação de combate à corrupção, na localidade Arraial, no bairro Quebra Pote, quando foram presos integrantes de uma quadrilha especializada em contrabando, em São Luís, entre eles alguns policiais militares. Segundo as investigações, o grupo estaria transportando e fazendo segurança de mercadoria contrabandeada, como drogas, armas e munições oriundas do Suriname.
No trajeto ao sítio onde o grupo operava, as guarnições do Batalhão de Choque encontraram uma S10 de cor prata sem placas, com quatro homens dentro, com três pistolas pertencentes à Polícia Militar do Maranhão.
Ao fazerem a revista no veículo, os PMs encontraram: 50 munições ogival .40, 98 munições ponta oca .40, 67 munições ogival .40, 40 munições cal 380, 22 munições cal 44, seis carregadores pistola 840, quatro carregadores de PT100, dois carregadores de pistola Glock, dois Carregadores Ruger .40, um Carregador 24/7, três Carregadores pistola 638 cal 380, seis pistolas (três da PM), um revólver calibre 44, dois rifles 44, duas granadas, placas de veículo OXZ3434, coletes balísticos, diversos celulares, a quantia de R$ R$ 1.156, entre outros objetos.
Segundo o secretário estadual de Segurança Pública, Jefferson Portela, durante a ação, os PMs abordaram o delegado Thiago Bardal que estava transitando na área em um veículo. Segundo o secretário, Bardal não soube dar explicações plausíveis sobre o motivo pelo qual estava na área.
IMIRANTE.COM

Leave a Reply

Tecnologia do Blogger.