> Eleitores codoenses devem ficar atentos aos “Candidatos Éteres”, aqueles que depois de eleitos evaporam !

Eleitores codoenses devem ficar atentos aos “Candidatos Éteres”, aqueles que depois de eleitos evaporam !

Posted on quarta-feira, 26 de setembro de 2018 | No Comments

Resultado de imagem para fotos do nome politica
Meus caros leitores, a política é uma excelência em nos dar a oportunidade de conhecer algumas molas encolhidas que do nada aparecem em períodos eleitorais para pedir votos para candidatos que nada têm haver com o povo codoense. Mesmo aqueles que já estão na política a bastante tempo acabam por nos dar sustos ao aparecerem em nossas portas pedindo votos.
Poderia citar alguns nomes aqui de candidatos desconhecidos pelos codoenses que já apareceram em 2018, mas vou me reservar a citar nomes de políticos eleitos que vieram a Codó há quatro anos e depois de eleitos, deram as costas para a sofrida população codoense: “Nina Melo” apresentada à população, pelo seu cabo eleitoral Zé Adilson, depois de eleita contam se nos dedos de apenas uma mão as vezes em que foi vista em Codó ou que tenha trazido algum benefício à cidade; outro velho conhecido foi Glaubert Cutrim, apresentado na ocasião pelo então prefeito Zito Rolim e agora também candidato a deputado estadual teve Codó como sendo a cidade maranhense que mais lhes deu votos depois de seu maior reduto eleitoral ( São José de Ribamar); outra que apareceu e desapareceu foi a deputada Graça Paz, apresentada pelo médico e ex secretário de saúde Cláudio Paz, Graça também esquece Codó a cada pós eleição.
Neste ano novos candidatos éteres estão aparecendo, claro que estes não aparecem do nada, sempre recebem a logística de algum codoense que recebe algo em troca. Para um candidato entrar na cidade, geralmente tem que coçar o bolso e depois de captar os votos dos codoeses, evaporam.
Precisamos ficar atentos à entrada de alguns forasteiros de plantão, precisamos escolher aquele que prometa não deixar a cidade de Codó abandonada politicamente, mesmo sendo difícil de acreditar. Você arriscaria em confiar ?
Fonte do Blog do Bezerra 

Leave a Reply

Tecnologia do Blogger.