Rádio Eldorado de Codó

terça-feira, 9 de agosto de 2022

Recuperação de estradas vicinais garante acesso às comunidades rurais na região da trizidela, em Codo

A gestão do prefeito Dr. Zé Francisco tem trabalhado para assegurar a trafegabilidade nas estradas vicinais e viabilizar o escoamento da produção agrícola. Com o período de estiagem, o governo cidade de todos intensificou os serviços de manutenção e recuperação das estradas do município. Ação que irá beneficiar produtores e estudantes da zona rural.

Segundo o prefeito, o objetivo das obras de reformas, manutenção e recuperação das estradas vicinais é beneficiar diretamente os agricultores da zona rural de Codó. "Hoje estamos com várias frentes de serviços de estradas na zona rural de Codó, por isso estamos acompanhando de perto os trabalhos e fazendo uma vistoria no andamento que vai beneficiar unicamente o pequeno produtor da zona rural de Codó", explicou o gestor.

Após a conclusão dos trabalhos nas vias que interligam os assentamentos, os maquinários irão seguir para outras regiões da zona rural de Codó, onde irão dar continuidade nos serviços de recuperação para melhorar as condições de tráfego para o trabalhador rural.

sexta-feira, 5 de agosto de 2022

Para calar oposição - Zé Francisco disponibiliza de ônibus climatizado e conforto para os alunos que vão disputar o JEMS 2022 em São Luís

Nesta sexta-feira, 05, vários alunos codoenses embarcaram rumo a São Luís para disputar as modalidades esportivas dos Jogos Escolares Maranhenses. 

Na oportunidade o prefeito Dr. Zé Francisco disponibilizou os ônibus para fazer o transporte dos alunos em segurança.

quarta-feira, 3 de agosto de 2022

Neto Evangelista alerta que governo do estado já pode zerar IPVA sobre motos de até 170 cc

Durante pronunciamento nesta terça-feira (02), na tribuna da Assembleia Legislativa, o deputado estadual Neto Evangelista (União Brasil) fez um apelo e um alerta para que o governo do Estado envie à Casa Legislativa projeto de Lei que zera o Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) sobre motos de até 170 cilindradas.

“Vários trabalhadores utilizam essas motos para se deslocar ao trabalho. E com a isenção, este trabalhador, ao invés de pagar o IPVA no início do ano, pode comprar o material escolar do seu filho, ou até mesmo fazer um supermercado melhor. Agora, isso depende, exclusivamente, do Governo do Estado enviar, ainda este ano, para Assembleia Legislativa esse projeto de lei para que possa ser previsto na Lei Orçamentária Anual e possa valer em 2023”, destacou Neto.

O parlamentar enfatizou que o governo do Maranhão já está autorizado a zerar o imposto, uma vez que, o Senado Federal já aprovou em julho deste ano resolução que permite que os estados brasileiros zerem o IPVA dessas motos.

“Em tempos de crise financeira, quem tem dinheiro como poder público é quem tem que abrir mão do seu imposto para poder beneficiar os trabalhadores, aquelas pessoas que mais precisam”, finalizou Neto Evangelista.

Por Caio Hostílio

Câmara aprova projeto que acaba com “saidinhas” de presos


A legislação atual permite a saída temporária aos condenados no regime semiaberto para visita à família durante feriados

O plenário da Câmara aprovou há pouco um projeto de lei que acaba com as “saidinhas” de presos. 

Foram 311 votos a favor e 98 contrários. O texto já foi aprovado pelo Senado, mas como houve mudanças, ele será novamente analisado pela Casa.

O substitutivo do deputado Capitão Derrite (PL-SP) traz outras mudanças na legislação penal. Ele obriga a realização de exame criminológico como requisito para a progressão de regime fechado para o semiaberto.

O projeto também amplia regras para a adoção da tornozeleira eletrônica como medida cautelar.

A aprovação dessa matéria faz parte de um pacote de projetos de lei endossados pela Frente Parlamentar da Segurança Pública. Desde maio, o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), era pressionado a pautar essa proposta.

Fonte do Blog do Caio Hostílio

Criminosos planejaram matar Eduardo Nicolau, chefe do MP do Maranhão

Envolvidos estariam armados com metralhadora. Todos estão presos. Segundo o procurador-geral de Justiça, caso ocorreu no ano passado

Quatro pessoas teriam tentado executar o chefe do Ministério Público do Maranhão, Eduardo Nicolau. Todos estão presos no Complexo Penitenciário de Pedrinhas, em São Luís, embora ainda não haja informação se já foram julgados e condenados.

A tentativa do assassinato ocorreu no ano passado, e foi revelada pelo próprio procurador-geral de Justiça nesta sexta-feira (29), durante sessão da cúpula do órgão, em que se decidia sobre pedido de remoção da promotora de Justiça Jerusa Capistrano Pinto Bandeira para a promotoria que atua no combate ao crime organizado.

Segundo Nicolau, o plano criminoso não foi concluído porque ele não estava no local em que os criminosos tentaram encontrá-lo. Um foto dele em sua residência teria ainda sido compartilhada por um dos criminosos com alguém que o conhecia, e que o alertou.

“Já estou com quatro na penitenciária, que tentaram me assassinar no ano passado. Se eu não tivesse saído para tomar vacina, uma hora dessa, com certeza, eu não era mais nem osso. Porque foram quatro dentro de uma Hilux, todos armados com metralhadora”, relatou.

“Eu devo a minha vida a Jefferson Portela [à época, secretário de Segurança Pública do Maranhão], porque um dos cidadãos mandou uma foto, sem querer, errada, para um cidadão, que conhecia outro cidadão, que me conhecia. E, dentro de 10 minutos, essa foto chegou. A foto de minha casa e eu, lindo, sentado no terraço. E dizendo: ‘Hoje ele não escapa’. E quando eu estava na fila para tomar vacina, Jefferson Portela me ligou, dizendo: ‘Não volte. Eu estou mandando vários policiais praí’. E pegaram os quatro, que eram da Liberdade [bairro periférico de São Luís] e tinham ido pra lá pra me fuzilar de qualquer maneira”, completou.

Apesar do ocorrido, Eduardo Nicolau garantiu que segue trabalhando com tranquilidade.

“O Ministério Público do Maranhão todo sabe que eu não tenho medo de bandido, e assino sozinho como procurador-geral [de Justiça] e continuarei a assinar, contra deputado, contra senador, contra governador, seja quem for. Errou tem de entrar, essa é a nossa função”, disse.

Fonte Atual7