quinta-feira, 27 de junho de 2024

Homem suspeito de matar a esposa por asfixia alegou parada cardíaca e usou droga antes do crime

O funcionário de uma padaria Antônio Filho, de 50 anos, suspeito de matar por asfixia a sua esposa, Maria da Conceição Rodrigues Moraes, de 52 anos, nesta quarta-feira (26), presta depoimento no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) sobre a motivação do crime. Ele alegou que a mulher sofreu uma parada cardíaca, mas funcionários da funerária suspeitaram das marcas no pescoço e acionaram a família. Antônio Filho foi preso na noite desta quarta-feira (26) na casa onde morava com a esposa, por volta das 23h.

De acordo com o coordenador do DHPP, Francisco Costa, o Baretta, a vítima já sofria violência física, no entanto, nunca denunciou.

“Antônio Filho era usuário de drogas e inclusive, antes de matar a mulher, usou drogas. A vítima já sofria violência doméstica há algum tempo, tanto é que ano passado ficou internada por conta das agressões, sofrendo até mesmo um AVC", destacou Baretta.

Segundo o delegado, a irmã da vítima procurou o DHPP para fazer um registro de ocorrência, por suspeitar que Maria da Conceição estava sendo vítima de agressão por parte do marido.

"Ela informou que ontem o companheiro da vítima ligou para o seu trabalho e disse que sua esposa tinha passado mal e que não ia trabalhar. Ela foi até a casa da irmã, pois sabia que ele constantemente a agredia. Ao chegar lá, viu o Samu e soube da informação de que ela tinha sofrido um infarto. Ele afirmou que ela tinha caído no banheiro e que tentou socorrê-la fazendo massagem cardíaca", disse o delegado.

No entanto, ao fazer o traslado do corpo, funcionários da funerária, perceberam que o rosto e o pescoço da vítima estavam inchados, descartando a hipótese de infarto, e sim, asfixia.

Em seguida, o corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) onde a médica legista constatou que houve esganadura e pancada na cabeça.

O caso segue em investigação. O delegado informou que ainda hoje, Antônio Filho, será encaminhado para fazer exame de corpo de delito para os demais procedimentos.

Especial para o Cidadeverde.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário