Blog do Adalberto Miranda - O polêmico da Região dos Cocais

Xand Avião condenado a pagar R$ 15 mil a paraibano por danos morais

O cantor Xand Avião foi condenado pelo Tribunal de Justiça da Paraíba nesta terça-feira (3) a pagar uma indenização por danos morais no valor de R$ 15 mil por xingar e insultar, durante um show com a Banda Aviões do Forró, na Paraíba – e inclusive pelas redes sociais – um homem de “corno, chifrudo e gaiudo”.

Emmanoel Leonardo dos Santos ingressou com uma ação de pedido por danos morais na 4ª Vara Cível da Comarca da Capital, afirmando, que durante as apresentações o vocalista do grupo o provocava afirmando coisas como: “Alô (***), como está o chifre..”; “(***), estou vendo as antenas aqui de cima… (sic)….”.

A juíza Silvana Carvalho Soares, destacou que as ofensas verbais, “sem sombra de dúvidas, levam a danos íntimos e psíquicos, gerando humilhação e vexame que vão além de simples aborrecimentos”.

A desembargadora e relatora do caso, Marias das Graças Morais Guedes, destacou que os fatos apresentados pelo autor se encontram devidamente demonstrados no processo através de vídeos, áudios e imagens veiculadas nas redes sociais, em que é possível verificar de forma inquestionável a repercussão na esfera moral de Emmanoel.

Homem baleado em bar durante briga com PM está sem movimento das pernas, diz família

Segundo a família, os médicos aguardam um período de quatro dias para avaliar se a vítima terá o movimento das pernas comprometido definitivamente.

Um homem identificado como Rudson Vieira Batista da Silva, atingido por um tiro dentro de uma casa de shows na Zona Norte de Teresina no domingo (3), segue hospitalizado.

Segundo a família, o homem não apresenta movimento das pernas e somente uma avaliação dentro de quatro dias deve definir se a vítima ficará paraplégica.

O suspeito do disparo é o policial militar Max Kellysson Marques Marreiros, que foi preso em flagrante e liberado durante audiência de custódia.

Rudson continua na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de um hospital particular de Teresina, em estado de observação.

Segundo a família, a vítima corre o risco de ficar paraplégica. “Estamos aguardando para saber como vai ficar a médula dele, esse diagnóstico mais preciso leva quatro dias.

Agora ele está sem movimentos das pernas, mas o médico disse que não tem como ter um diagnóstico preciso nesse momento e há riscos de sequelas”, disse João Batista, irmão da vítima.

Segundo o irmão, Rudson Vieira Batista da Silva estava acompanhado de um primo e uma jovem em um bar, quando a vítima se desentendeu com o policial militar. “O PM estava assediando uma moça que estava com meu primo.

O Rudson foi falar com o policial para explicar que ela estava acompanhada, mas ele continuou. Quando meu irmão foi falar pela segunda vez, o PM já sacou a arma e atirou. Não houve briga, nem agressão antes dos disparos”, contou João Batista Neto.

O disparo atingiu o pescoço de Rudson, passou pelo pulmão e se alojou na clavícula. A vítima passou por uma drenagem e de acordo com a família, o bala não vai ser retirada.

João Batista contou que os seguranças do local mantiveram o PM em uma sala até a chegada da polícia, que encaminhou o suspeito para a Central de Flagrantes. Ele foi solto nessa segunda-feira (2) após audiência de custódia. Na decisão, o juiz concedeu liberdade provisória, com aplicação de medidas cautelares e suspendeu o porte de arma ao suspeito.

O delegado Vicente de Lima, responsável pelo caso, informou que ouviu três testemunhas e o dono da casa de shows deve prestar depoimento nesta quarta-feira (4).

“A expectativa é concluir o caso o mais rápido possível. Temos 30 dias para isso e encaminhar o processo para a justiça. O policial militar já foi ouvido durante a atuação na Central de Flagrante e o seu depoimento será incluído no inquérito”, informou.

O Comando Geral da Polícia Militar do Piauí informou que vai abrir processo administrativo contra o policial Max Kellysson Marques Marreiros, que é lotado no 17º Batalhão.

*Rafaela Leal, estagiária sob supervisão de Catarina Costa.

Tarzan volta a ser preso novamente em Codó

A Polícia Militar efetuou a prisão de um homem suspeito de tentar arrombar um trailer na avenida 1° de Maio, no Centro de Codó, interior do Maranhão. O caso foi registrado no final da noite de segunda-feira.

De acordo com informações de testemunhas, o homem, identificado como Zilmar Dantas Brasil Filho, 38 anos, estava utilizando uma barra de ferro para tentar invadir o trailer. A

PM foi chamada e conduziu o criminoso para a 4° Delegacia Regional de Polícia Civil de Codó.

O suspeito usava uma camisa com a frase “Trabalhar é para adulto”. No entanto, preferiu o caminho do crime.

Com informações da repórter Emanuela Carvalho, da TV Cidade.

Homem é preso após agredir a própria esposa em Codó

Um homem de 38 anos foi preso na noite de segunda-feira (02) suspeito de agredir a própria esposa na rua Padre Cícero, bairro Codó Novo, em Codó, interior do Maranhão.

De acordo com o boletim de ocorrência, João Sousa da Silva discutiu com a companheira de 33 anos e a agrediu fisicamente. A Polícia Militar foi chamada e conduziu o suspeito para a 4° Delegacia Regional de Polícia Civil de Codó.

Com informações da repórter Emanuela Carvalho, da TV Cidade.

Tribunal do Júri leva acusado a julgamento em Codó

A 3ª Vara da Comarca de Codó realizou uma sessão do Tribunal do Júri na última semana, levando a julgamento José Raimundo da Silva Castelo, que estava sendo acusado de ter cometido crime de homicídio contra a vítima conhecida como ‘Comodoro’, em 19 de agosto de 2012, dentro de uma casa no Povoado Gameleiras, localidade de Codó.

O Conselho de Sentença acatou a tese de legítima defesa e optou por absolver José Raimundo do crime de homicídio simples.

Relata a denúncia que na data e local citados, o acusado José Raimundo teria desferido um tiro de espingarda, atingindo fatalmente o homem conhecido pelo apelido de ‘Comodoro’. O inquérito policial narra que vítima e acusado travaram discussão dentro de uma casa, quando o acusado armou-se com uma espingarda e teria atirado no peito da vítima.

A espingarda utilizada foi encontrada no local do crime. José Raimundo foi capturado pelos policiais militares, posteriormente, no Povoado denominado Km 17, na zona rural de Codó.

Instalada a sessão plenária para o julgamento, o representante do Ministério Público pediu pela absolvição do réu, aplicando o princípio da dúvida, o que beneficia o réu.

A defesa, por sua vez, alegou a tese de legítima defesa. O conselho de sentença analisou os quesitos e reconheceu tanto a materialidade quanto a autoria do crime, entretanto, optando pela absolvição de José Raimundo Castelo.

A sessão do Tribunal do Júri foi presidida pela juíza Flávia Pereira Barçante, titular da 3ª Vara de Codó.

O promotor de Justiça que atuou no júri foi Carlos Augusto Soares e o advogado, atuando como defensor público, foi Gustavo de Melo Lima. A Comarca de Codó é de Entrância Intermediária e pertence ao Polo de Caxias.

A comarca não tem termo judiciário e é formado por três varas e um Juizado Especial Cível e Criminal.

Homem é preso acusado de matar outro a pauladas

A Polícia Militar prendeu Sebastião Gomes de 35 anos suspeito de ter assassinado a pauladas Elibermar Mora Leal, conhecido como Maranhão, em setembro de 2019 em Pindaré-Mirim. De acordo com a PM, o suspeito foi preso por ameaçar moradores com um facão e uma foice no Povoado Bacuri, zona rural de Monção.

Após ser preso, ele foi encaminhado para a Delegacia Regional de Santa Inês. Em depoimento ele assumiu que praticou o homicídio em legítima defesa. De acordo com Sebastião Gomes, ele já havia tido um desafeto com Elibermar Mora no ano de 2017.

A delegada Claudia Maciel disse que agora irá ouvir algumas testemunhas para dá continuidade ao inquérito policial.

O CRIME

Um homem identificado como Elibermar Mora Leal, conhecido por Maranhão, foi assassinado no inicio da noite desta segunda-feira(30/09/19), na Praça São Pedro, às margens do Rio Pindaré. De acordo com as primeiras informações um outro homem, teria desferido algumas pauladas na cabeça da vítima e fugiu atravessando a nado, o Rio Pindaré.

“Maranhão” morreu ainda no local. A Polícia Militar e o serviço funerário já estão no local. A Polícia Civil vai investigar esse crime.

Ascom: Polícia de Pindaré Mirim

Jovem assaltante preso em Codó confessa que vendeu celulares roubados

Um jovem de 25 anos foi preso na manhã de sexta-feira (29) suspeito de participar de um assalto a um estabelecimento comercial em Codó, interior do Maranhão.

De acordo com o boletim de ocorrência, José Matos Filho, morador da rua Prefeito José Lago, revelou aos policiais militares que vendeu os celulares roubados no estabelecimento a um elemento identificado como “Nego Preto”, morador da rua Albertina Bayma, no bairro Santo Antônio.

O suspeito foi encaminhado para a 4° Delegacia Regional de Polícia Civil de Codó. Já o receptador está sendo procurando pela Polícia Militar.

Com informações da repórter Emanuela Carvalho, da TV Cidade.

Polícia divulga lista com 443 veículos recuperados e disponíveis para devolução

A Polícia Civil do Maranhão (PCMA) fez um levantamento de veículos recuperados e custodiados em seus pátios e divulgou na sexta-feira, 29, uma lista com 443 veículos prontos para serem devolvidos aos proprietários.

Tal levantamento foi realizado em 9 delegacias localizadas nas seguintes cidades: Chapadinha, Urbano Santos, São Benedito do Rio Preto, Anapurus, Buriti, Brejo, Santa Quitéria, São Bernardo e Magalhães de Almeida.

No total, foram identificados 443 veículos recuperados. Destes, 204 são oriundos do Estado do Piauí.

Foi feita uma Cartilha com o fim de divulgar os veículos a ptos a serem restituídos, para que, assim, os proprietários tomem ciência que seus veículos foram recuperados e providenciem a sua remoção.

Na Cartilha está a lista dos veículos disponíveis para devolução, separados pelas cidades onde se encontram custodiados, com o número de contato da respectiva Unidade.

Cartilha à sociedade (PC-MA)

Com informações de O Imparcial

Codoense que completaria 50 anos na segunda-feira morreu no sábado em acidente de trânsito

O repórter Amaral JÚNIOR, da TV Codó, registrou no sábado um acidente de trânsito com resultado morte de IVO Alves, QUE completaria 50 anos de idade na próxima segunda-feira, 2 de dezembro.

Segundo Amaral, o homem colidiu contra um caminhão parado na Av. Santos Dumont. Ivo chegou a ser socorrido por homens do Corpo de Bombeiros e por paramédicos do SAMU, mas não resistiu aos ferimentos vindo a falecer em razão do acidente.

Gerente do BB em Teresina foi sequestrado em Timon e roubo a banco rendeu 800 mil a ladrões

A Polícias Civil do Maranhão e Piauí estão investigando o sequestro de um gerente na cidade de Timon e o roubo de R$ 800 mil de uma agência do Banco do Brasil da Piçarra, zona Sul de Teresina.

O crime foi percebido por funcionários na última terça-feira (26/11) depois que a vítima e um parente foram liberados próximo a Caxias, também no Maranhão.

De acordo com a Polícia Civil, o gerente e o parente estavam em um sítio em Timon, no dia anterior ao crime, quando os suspeitos chegaram e fizeram os dois de reféns. Somente na manhã de quarta-feira (27/11), os criminosos levaram as vítimas ao banco.

A polícia informou ainda que o gerente foi obrigado pelos bandidos a retirar o dinheiro do cofre, enquanto o parente era mantido refém dentro de um carro do lado de fora da agência.

O valor retirado que foi confirmado pelo banco à polícia foi de R$ 800 mil.

O Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco), responsável por apurar ataques às instituições financeiras no Piauí, disse que não irá se manifestar sobre o roubo e se limitou em informar apenas que ajuda nas investigações.

A Superintendência do Banco do Brasil no Piauí não quis falar com a imprensa para dar mais informações sobre o caso.

Com informações site oitomeia.com