> Marcelo Coelho diz que não há mandado de prisão contra ele e que não fugiu a Polícia Federal !

Marcelo Coelho diz que não há mandado de prisão contra ele e que não fugiu a Polícia Federal !

Posted on quinta-feira, 14 de julho de 2016 | No Comments

Na manhã desta quinta-feira (14) o clima foi de tensão na Secretaria Estadual do Meio Ambiente e Recursos Naturais, em São Luís. É que logo cedo da manhã, policiais federais acompanhados do IBAMA e BOPE do Rio de Janeiro foram à sede da pasta para cumprir mandados de busca e apreensão de documentos por meio da operação Hymenea, que tem por objetivo combater uma quadrilha de criminosos ligados à extração e comercialização de grande quantidade de madeira ilegal, proveniente da terra indígena Caru e a Reserva Biológica do Gurupi.
Pela imprensa da capital, o secretário do meio ambiente, o codoense Marcelo Coelho foi dado como foragido porque, teria sido procurado pelos policiais e não teria sido encontrado. A TV Difusora chegou a informar que o secretário tinha uma entrevista marcada na emissora no telejornal da manhã, mas não compareceu nem desmarcou o possível compromisso. No site do Sistema Difusora, houve a notícia de que a PF teria ido até a sede do Grupo de Comunicação, no bairro Camboa procurar Marcelo Coelho.
Agora, no início da tarde, o secretário apareceu na SEMA e deu entrevista à imprensa sobre a ida dos federais na secretaria que ele administra. Coelho, inicialmente, disse que não estava foragido e que soube da Operação Hymenaea por meio dos “blogs”. Marcelo também declarou que estava em viagem e não escondendo-se dos policiais como foi noticiado de que estava sendo procurado pela Polícia Federal.
Uma curiosidade, é que o secretário negou o que foi informado pela TV Difusora. Marcelo disse que não tinha nenhum compromisso marcado com a emissora de Edinho Lobão, sobretudo, porque não estava na capital no horário informado.  Disse ainda que um superintendente da pasta que seria o entrevistado e não ele. “Eu não tinha entrevista marcada na Difusora, quem tinha era o superintendente daqui”,informou.
Sobre a ação da Polícia Federal na SEMA, Marcelo Coelho falou que não é alvo da operação e também não soube informar se havia algum envolvimento de funcionários da pasta. “Daí dizer que eu fui foragido, se eu não estou respondendo nada, se não tem nenhum mandado de prisão contra mim. Eu não respondendo nenhum processo na minha vida”, disse o secretário.
Confira o vídeo:
De fato, Marcelo Coelho não está na lista de pessoas que tiveram prisão decretada no Maranhão. De acordo com informações da Polícia Federal, a organização criminosa fazia o corte seletivo de madeira nobre e espécies ameaçadas de extinção, de forma a acobertar o crime sob a copa das árvores de menor valor monetário. Segundo estimativas, o grupo teria movimentado valores da ordem de R$ 60 milhões. As autoridades sequestraram mais de R$ 12 milhões de diversas pessoas físicas e jurídicas. Esses valores são provenientes da lavagem do dinheiro auferido com a extração ilegal da madeira.
Os investigados responderão por crimes como participação em organização criminosa, lavagem de capitais, roubo de bens apreendidos, obstar a fiscalização ambiental, desmatamento na Terra Indígena Caru, desmatamento na Reserva Biológica do Gurupi, receptação qualificada, ter em depósito produto de origem vegetal sem licença válida, corrupção ativa, tráfico de influência, dentre outros...
Vídeo Blog Luís Cardoso

Leave a Reply

Tecnologia do Blogger.