Violência e saúde estão no centro do debate sobre legalização da maconha !

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017 0

As recentes rebeliões e as superlotações nos presídios brasileiros trouxeram à tona a discussão referente à legalização da maconha. Além de abordar o grande número de detentos, o assunto também envolve várias temáticas polêmicas, como o mercado de drogas, violência, medicamentos, punição e o contrabando. Na última semana, o ministro Luís Roberto Barroso do Supremo Tribunal Federal (STF) defendeu a legalização da maconha para aliviar a crise no sistema penitenciário. Segundo ele, a medida desmontaria o tráfico de drogas e reduziria o número de presos.
“E preciso se tratar como se trata o cigarro, uma atividade comercial. Ou seja: paga imposto, tem regulação, não pode fazer publicidade, tem contrapropaganda, tem controle. Isso quebra o poder do tráfico. Porque o que dá poder ao tráfico é a ilegalidade. E, se der certo com a maconha, aí eu acho que deve passar para a cocaína e quebrar o tráfico mesmo”, opinou o ministro.
Ana Cecília Marques, coordenadora da Comissão de Dependência Química da Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), diz, porém, que, antes de qualquer mudança na lei, é  preciso que se preparem políticas de drogas eficientes. “Quando se descriminaliza a maconha, por exemplo, é necessário que a população já tenha ações educativas, médicos treinados para a dependência, leis rígidas para os menores e política de tratamento que hoje o Brasil não tem”, declara.
Segundo a especialista, o fumo exagerado da maconha pode gerar complicações no cérebro e consequências sérias ao sistema nervoso, como esquizofrenia, depressão, síndrome do pânico e alteração de percepção do ambiente. “Neste último problema, percebeu-se que nos estados americanos que liberaram a maconha, os acidentes de carro triplicaram com o uso recreativo da droga”, destaca. Ana Cecília afirma que, as leis brasileiras não são seguidas nem com o uso de cigarro em locais proibidos e de álcool em direção, “quanto mais o de maconha”.
Mauro Aranha, presidente do Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp) defende a descriminalização do porte da maconha, porque a lei anti-drogas “não é clara entre distinção entre usuário e traficante”. “Isso dá liberdade em encarcerar pessoas que não são vendedores de drogas. Alguns deles precisam de atenção à saúde e o aprisionamento pode agravar a saúde mental da pessoa, além de perder oportunidade de ser tratada e orientada”, avalia.
Ela Wiecko considera que o julgamento no STF pode trazer um impacto positivo para que o judiciário aplique penas menos severas para os pequenos traficantes. “Eles são, ao mesmo tempo, usuários. As prisões podem ser convertidas em medidas cautelares não privativas de liberdade”.  Ela avalia que o Brasil deveria descriminalizar o porte para uso pessoal, para fins medicinais e regular o mercado, mas destaca que é uma tarefa complexa, tendo em vista a “a magnitude atual do mercado ilícito”. “A regulação provavelmente não interessa aos verdadeiros donos do tráfico, que dificilmente são identificados e processados.”
Fonte: Correio Braziliense

Jovem toma arma de policial federal e tenta o suicídio dentro de igreja !

0

A jovem Cleidiane Silva Rocha foi presa por supostamente ter tentado se suicidar no interior de uma igreja na Divineia.
Residente na Rua Alcântara, no Vicendas do Turu, Cleidiane, com sintomas de embriaguez, teria invadido a igreja, tomado a arma do seu ex-namorado, um policial federal, e tentado acabar com a própria vida. A arma, uma pistola 9mm, Taurus, foi apreendida pela polícia.
Uma outra versão dá conta de que Cleidiane foi à igreja para se vingar do namorado (ou ex-namorado) policial. mais ainda nada confirmado.
Da Redação do Jornal Pequeno

Jornalista da Globo briga com policiais e é detido na Bahia !

0

Correspondente da Globo em Nova York, Felipe Santana foi detido na noite de domingo (26) em Salvador, onde passa o Carnaval, após se envolver em uma briga corporal com dois policiais militares. Segundo nota da Secretaria de Segurança Pública da Bahia, o jornalista é acusado de desacato à autoridade e, por sua vez, diz que os policiais foram truculentos.
Felipe Santana não foi preso, porque desacato à autoridade não é mais crime. Mas foi obrigado a ir até uma delegacia, onde teve que assinar um termo circunstanciado, e foi liberado durante a madrugada. A pedido dos policiais militares envolvidos, a Secretaria de Segurança Pública determinou que o caso seja investigado pela Polícia Civil.
Santana e o amigo Bruno Della Latta, que trabalha na produção do Fantástico, teriam provocado um policial no bloco Coruja de Ivete, no circuito Osmar. Na confusão, Della Latta foi atingido na cabeça por um cacetete e desmaiou. Os policiais militares disseram ter levado socos, que causaram ferimentos na boca e nos braços,
Com um corte no supercílio, Della Latta foi encaminhado para o Hospital Aliança, onde ficou em observação. Ele deve prestar depoimento nesta segunda-feira. Todos os envolvidos foram encaminhados para fazer exame de corpo de delito, que comprovarão as agressões.
A acusação contra Santana e Latta deixou de ser crime no Brasil em dezembro do ano passado, em uma decisão do Superior Tribunal de Justiça que afirma que criminalizar o desacato à autoridade contraria leis internacionais de direitos humanos.
“Não há dúvida de que a criminalização do desacato está na contramão do humanismo porque ressalta a preponderância do Estado, personificado em seus agentes, sobre o indivíduo”, escreveu o ministro Marcelo Navarro Ribeiro Dantas em seu parecer.
Santana ainda não se pronunciou sobre o caso. Em seu Twitter, a mensagem mais recente é do dia 18, na qual ele informa que está de férias. A internauta Elisandra questionou a ausência do jornalista das redes sociais durante o Oscar, realizado neste domingo. “Noite de Oscar e nosso repórter cineasta preferido não está online para comentar sobre os filmes conosco. O que achou da premiação?”, escreveu ela.
Já o usuário Saulo aproveitou a prisão para uma provocação. “E aí? A Globo vai continuar defendendo os militares?”, enviou no Twitter para o perfil de Santana.
Felipe Santana se tornou correspondente da Globo em Nova York em janeiro do ano passado, assumindo a vaga que era de Renata Ceribelli. Ele produz reportagens para o Fantástico e também aparece no Jornal Hoje. Neste ano, ganhou destaque por uma reportagem exclusiva com Eike Batista _ele viajou no mesmo voo que trouxe o empresário de volta ao Brasil antes de sua prisão.
Leia nota oficial da Secretaria de Segurança Pública da Bahia:
SSP apura ação que envolveu guarnição da PM e jornalistas Apoio: O caso será investigado pela Polícia Civil, com o acompanhamento do Comando Geral da PM
A Secretaria da Segurança Pública determinou a apuração rigorosa de uma situação envolvendo uma patrulha da Polícia Militar e dois jornalistas. O caso aconteceu no circuito Osmar (Centro), na noite deste domingo (26). Informações preliminares dão conta de que jornalistas e policiais se desentenderam. O caso foi para a Central de Flagrantes do Passeio Público.
Os policiais alegam desacato e, a dupla, truculência policial. Um dos jornalistas, Bruno Aversa Della Latta, teve um ferimento no supercílio e foi encaminhado ao posto médico para atendimento e, em seguida, para o Hospital Aliança, onde permanece em observação. O outro jornalista, Felipe Tomaz Sant’ana, foi ouvido na Central de Flagrantes.
Os militares envolvidos também prestaram depoimentos. Todos os envolvidos foram encaminhados para fazer exame de corpo de delito, já que dois PMs também apresentaram ferimentos na boca e no braço.
Fonte: UOL

Cinco jovens morrem em acidente em Itapecuru Mirim !

0

16997755_292665287818009_2322735296851415295_n-768x768
O grave acidente tipo colisão frontal ocorreu por volta das 13h30 de sábado de Carnaval (25) no km 102, da BR 135, entre o povoado Entroncamento e o povoado Colombo, município de Itapecuru Mirim-MA.
De acordo com as informações colhidas pela equipe PRF que atendeu a ocorrência, um veículo Hyundai modelo HB 20 se deslocava de São Luís, capital do Maranhão, para a cidade de Santa Luzia (do Tide), localizado entre Santa Inês e Buriticupu, quando derrapou na pista molhada e colidiu frontal com um veículo de carga. O Corpo de Bombeiros em Itapecuru Mirim foi ao local e fez a retirada dos corpos das ferragens.
Os cinco ocupantes eram jovens, que moravam na capital e se deslocavam para passar o carnaval em Santa Luzia. O condutor do veículo de carga permaneceu no local e foi apresentado ao delegado plantonista em Itapecuru Mirim, que o liberou logo em seguida a oitiva. O mesmo delegado fez o reconhecimento das vítimas e encaminhou a relação à PRF com os seguintes nomes:
Ítalo da Silva Oliveira, de 23 anos (óbito),
José Ilaryo Carvalho Costa e Silva de Queiroz, de 21 anos (óbito),
Gabriel Henrique Sousa Pereira, de 21 anos (óbito)
Kalline da Silva Oliveira, de 17 anos (óbito)
Tamires Lima Machado, de 25 anos (óbito)
Os corpos das vítimas foram encaminhados ao Instituto Médico na capital maranhense e, em seguida, liberados aos familiares para sepultamento.
..Fonte: Núcleo de Comunicação – NUCOM / com informações da equipe PRF e do Delegado plantonista em Itapecuru Mirim

Acusado de tentativa de homicídio é baleado pela PM !

0

OCORRÊNCIA* tentativa de homicídio .
Acusado: Raimundo no nato Rodrigues da luz filho.
Vítima: Fernando Barros.
Histórico:  o acusado, residente na travessa 13 de maio S/N bairro Mutirão, Timbiras-MA, desferiu 5 golpes de arma branca (faca), em Fernando Barros, de 37 anos, residente na travessa Monte Alegre.
A Polícia Militar chegou ao local, deu voz de prisão e o acusado investiu de arma em punho contra a guarnição.

Fotos enviadas pela PM
A guarnição efetuou um disparo atingindo a perna esquerda do acusado. Logo em seguida prestou socorro a ambos, que foram levados  pelo SAMU ao Hospital Geral de Timbiras. O fato ocorreu na praça do relógio, centro de Timbiras.
ASSECOM 17 BPM

Veja o resumo de ocorrências policiais no segundo dia do carnaval de Codó !

0

RESUMO DAS OCORRÊNCIAS POLICIAIS DE DOMINGO PARA SEGUNDA DE CARNAVAL EM CODÓ:
– 01 roubo à pessoa – evadiu-se do local;
– 01 acidente de trânsito –  condução ao DP ;
– 03 vias de fato (briga) – resolvido no local
– 01 Maria da penha – evadiu-se ;
-01 atrito familiar condução ao DP ;
– 05 badernas, condução ao DP.
– 02 perfurações por arma branca.
– 01 condução por suspeita de tentativa de homicídio .
– 02 conduções por porte ilegal de arma de fogo.
-01 condução por lesão corporal .
– 01 condução por furto de bolsa
Total: 12 conduções.
ASSECOM 17°BPM

Coroataense e mais dois são presos com 86 kg de maconha em São Luís !

domingo, 26 de fevereiro de 2017 0


Uma operação da Polícia Civil prendeu em flagrante delito por tráfico de drogas e associação ao tráfico, João Victor Gomes Ayres, de 23 anos, Maria Carolina da Rocha Silva, de 22 anos, e Nivaldo dos Reis Amorim.

Segundo informações da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (SEIC), eles foram presos após uma denúncia anônima de que o trio estaria comercializando entorpecentes na Praça do Bigode, no bairro Renascença, em São Luís. A polícia conseguiu flagrar o momento exato que João Gomes e Maria da Rocha estavam entregando 86 kg de maconha para Nivaldo dos Reis.
Todos foram autuados em flagrante delito por tráfico de drogas e associação ao tráfico. Na delegacia foi constatado que Nivaldo já havia sido preso por roubo e tráfico de drogas.
Do coroatá Online

Tecnologia do Blogger.