Ações do 17ºBPM - Trio é preso no km 17 e um menor aprendido com produto de furto !

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017 0

A imagem pode conter: 1 pessoa, em pé

Na tarde de hoje, 23, a Polícia Militar de Codó de Codó efetuou a prisão de três elementos acusados de cometerem vários arrombamentos na região comercial e do Posto Fiscal no Povoado KM 17. 
Os suspeitos são Edileuza dos Santos "Santana", Francisco Carlos "Cicatriz" e Romário dos Santos e foram reconhecidos pela vítima, a Sra Ana Maria, ao arrombarem um bar de sua propriedade nas margens da BR 316 subtraindo diversos pertences.
Ainda na tarde desta quinta, policiais militares do Serviço de inteligência e do Serviço Operacional de 24hs identificaram através de câmeras de segurança e obteram êxito na apreensão de um menor de 17 anos, que na companhia de outro comparsa realizaram um furto de uma usina (fonte), um toca CD, uma mesa e um módulo. Os PMs, além de apreender o suspeito, recuperaram todo material subtraído da residência da vítima.


Nenhum texto alternativo automático disponível.

Os suspeitos e o material recuperado das duas ocorrências foram apresentados na 4°Delegacia Regional de Codó.
ASSECOM 17°BPM

10 bandidos são mortos após assalto a banco !

0



Dez bandidos foram mortos em São Roque do Paraguaçu na Bahia após assaltarem um banco e matarem um sargento. Muita munição e armamento foi apreendida durante a ação da polícia.

Da Redação Do Jornal Pequeno

Maranhense suspeito de assassinar criança é morto em Goiânia !

0

Do Jornal Pequeno
O maranhense suspeito de matar uma menina de sete anos, em Goiânia (GO), foi morto durante confronto com a polícia. Ana Clara Pires Camargo desapareceu na última sexta-­feira (17), e o corpo foi achado nessa quarta­-feira (22), em um matagal, na rodovia GO-­462.
Luis Carlos Costa Gonçalves, de 35 anos, nascido em Presidente Dutra (MA), passou a ser apontado como principal suspeito após informação de um caseiro que encontrou o carro dele abandonado. O corpo de Ana Clara foi achado a 30 metros do veículo, onde havia um vidro de álcool e um composto químico ácido.
Através da placa do veículo, foi possível encontrar o endereço de um imóvel do suspeito, onde havia um anúncio de aluguel. Segundo a assessoria da Polícia Civil, Luis chegou a ser ouvido na terça­-feira (21), mas nenhuma prova de envolvimento no crime foi encontrada.
Ele demonstrava ser amigo da família e ajudou nas buscas. Após informações da namorada dele, que disse receber ameaças, Luis foi localizado e morto durante um confronto com policiais.
No dia do desaparecimento, a criança saiu para comprar refrigerante e foi vista conversando com uma pessoa em um carro prata. Ela voltou para casa e almoçou. Depois, saiu para entregar dinheiro a uma vizinha, mas não entregou, nem retornou. A provável causa da morte, segundo o Instituto Médico Legal (IML), foi traumatismo craniano.

Hospital de elite da capital é condenado pela justiça maranhense !

0

índice
O Hospital São Domingos terá que indenizar, por danos morais, uma mulher que ingressou na instituição de saúde apresentando quadro de gravidez fora do útero e forte perda de sangue, cujo atendimento foi condicionado a apresentação de cheque caução para a prestação do serviço médico-hospitalar emergencial.
A decisão é da 4ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA) que, em julgamento de apelação cível ajuizada pelo hospital, manteve sentença do Juízo da 15ª Vara Cível de São Luís, condenando a instituição de saúde ao pagamento de indenização no valor de R$ 5 mil. O processo foi julgado no colegiado sob a relatoria do desembargador Paulo Velten.
A paciente – que apresentava quadro de “gravidez ectópica rota” – teve que ser levada ao centro cirúrgico, em tempo inferior a quatro horas após seu ingresso no hospital, o que indicou que seu caso implicava em risco imediato de vida ou lesões irreparáveis, restando configurada a situação de emergência.
Após oito minutos da entrada da mulher no centro cirúrgico, o hospital recebeu cheque antecipado do marido da vítima no valor de R$ 10 mil, quantia superior ao real custo dos serviços prestados que totalizaram em R$ 8,494 mil.
“Considerando que o parâmetro para a aferição da emergência do caso deve ser o conceito estabelecido pelo ordenamento jurídico, e não aquele que melhor convém ao apelante, não há dúvida de que a apresentação do cheque foi exigida como condição para atendimento médico-hospitalar de caráter emergencial, conduta vedada pelo direito pátrio”, entendeu o desembargador Paulo Velten.
DEFESA – Em contraposição à decisão do juiz de base, o hospital sustentou no recurso interposto junto ao TJMA que o pagamento pelo procedimento cirúrgico somente foi realizado após o início da cirurgia, não havendo que falar em exigência de cheque caução.
Argumentou que o procedimento cirúrgico solicitado pelo médico não configurou atendimento emergencial, conceito que compreenderia apenas para o primeiro atendimento prestado por profissional de medicina a um paciente no setor de emergência de um hospital, para fins de exame, diagnóstico, tratamento e orientação. Sustentou também que não ficou configurado o dano moral.
O desembargador Paulo Velten destacou que, embora possa ser verdadeira a alegação de que o pagamento somente foi realizado após o início da cirurgia, o curtíssimo intervalo de tempo entre a entrada da paciente no centro cirúrgico e a apresentação do cheque demonstra que a hipótese é sim de exigência de cheque caução.
Velten ressaltou ainda que não é concebível que o marido tenha apresentado cheque em nome de terceiro, em valor superior ao custo real dos serviços prestados, poucos minutos após a entrada de sua esposa no centro cirúrgico, inclusive antecipando-se à emissão de fatura de que trata o contrato firmado com o hospital, tudo sem que a instituição de sáude lhe tivesse exigido o pagamento como condição para a realização da cirurgia.
O voto do relator foi acompanhado pelos desembargadores Marcelino Chaves Everton e José Jorge Figueiredo dos Anjos, em conformidade com parecer do Ministério Público do Maranhão (MPMA).
Assessoria de Comunicação do TJMA

Aproveite o CARNAVAL de ofertas das LOJAS TROPICAL !

0

Temos Mini System LG  cm8450 USB  2250w RMS  Bluetooth 

Venha para o CARNAVAL DE OFERTAS das LOJAS TROPICAL e faça sua festa com o melhor som. CONFIRA.
Você também encontra nas lojas TROPICAL
Caixa frahm Ativa Al10A    USB.  À vista 759,00 ou em 12×89,00

Por R$ 759,00 ou 12×89,00
Deixe sua festa ainda mais potente com a Caixa Amplificada Oneal  ocm 190 USB. À vista só  R$ 719,00 ou EM 12×84,90

Por R$ 719,00 ou 12×84,90

Rodrigo Figueiredo cobra o pagamento do abono salarial e lamenta a falta de transparência no processo seletivo realizado em Codó !

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017 0

Vereador Rodrigo Figueiredo

Valdek Frota solicita ao prefeito a remoção da passarela que fica sobre a linha férrea !

0

Vereador Valdek Frota
Foi realizada na noite de segunda-feira (20), a terceira sessão ordinária do ano de 2017, na 18° legislatura. Contando com uma grande quantidade de indicações feitas pelos parlamentares codoenses, a reunião semanal se estendeu até às 22:30 e foi considerada produtiva pelos vereadores codoenses.
O vereador Valdek Frota, por exemplo, foi um dos edis mais ativos desta última sessão. Ao usar os dez minutos que tinha direito na tribuna da casa, o edil lamentou que alguns funcionários do governo estejam usando de má fé, ao atribuir aos vereadores a responsabilidade por conseguirem empregos na gestão pública municipal.
“Eu quero pedir desculpas aos meus pares, mais eu preciso fazer aqui também, uma defesa aos meus pares e a mim mesmo, por quer a forma que estão colocando para a sociedade de Codó, que basta que tenha a assinatura do vereador, nós iremos empregar as pessoas, é ser desleal conosco. Isso é colocar a população de Codó contra esses parlamentares, porque nós sabemos perfeitamente que a vontade e desejo de cada um desses parlamentares é sem dúvidas poder empregar as pessoas no município de Codó. Quantas pessoas estão esperando aqui cada um de nós voltar para nossos gabinetes, porque algumas pessoas da prefeitura de Codó, infelizmente, ao ser indagado por emprego, eles perguntam qual é o seu vereador? Vai atrás dele e pegue a assinatura dele (…). Nós fazemos um governo em conjunto e é preciso que ambas as partes se defendam, eu defendendo o poder e o poder me defendendo. Fica aqui esse alerta dessa pessoa, desse vereador chamado Valdek Frota”, disse o parlamentar.
Duas indicações são apresentadas pelo vereador
Mostrando mais uma vez sua preocupação com a população de Codó, o vereador Valdek Frota apresentou duas indicações. A primeira de N° 02/2017, foi feita em parceria com o vereador André Jansen e pede que seja enviada ao Secretário Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano e Rural, Francisco Roberto de Araújo Albuquerque, solicitando que seja feito uma análise técnica junto a um engenheiro civil na ponte de concreto da Trizidela e na passarela que fica em frente à igreja da Matriz.
“O motivo da solicitação desse engenheiro, é pelo fato dessas duas vias de acesso terem sido construídas a muitos anos. E de acordo com nosso conhecimento, ainda não foi feito esse tipo de análise. Nós precisamos saber como encontra-se a ponte de concreto e a passarela”, disse.
Na indicação de N° 16/17, o vereador Valdek Frota, pede que seja enviada uma correspondência ao prefeito Francisco Nagib e ao secretário Francisco Roberto de Araújo Albuquerque, solicitando a viabilidade da remoção da Passarela que fica em frente à TV palmeira do Norte, na Av. 1° de Maio, fixando-a ao lado do prédio da antiga REFESA.
“Eu particularmente como cidadão não vejo nenhuma serventia dessa passarela aonde ela se encontra (…). Se a prefeitura de Codó, olhar essa questão com mais carinho, nós iremos resolver um problema do transito de Codó e contribuir para o embelezamento da cidade”, afirmou.
ASCOM – VEREADOR VALDEK FROTA

Tecnologia do Blogger.