> 1º desafio de NAGIB – Formar uma equipe que preste e enxugar a panela!

1º desafio de NAGIB – Formar uma equipe que preste e enxugar a panela!

Posted on terça-feira, 11 de outubro de 2016 | No Comments

Ricardo Torres e Nagib
Ricardo Torres e Nagib, ora de começar a queimar neurônios.
Mal deu tempo para festejar os mais de 24 mil votos que obteve dia 2 de outubro e Francisco Nagib já tem com o que se preocupar se não quiser perder tempo para cumprir suas promessas de campanha.
E o que seria tão urgente?
A montagem de sua equipe de governo, seu secretariado (turma do primeiro escalão).
Pode parecer para alguns, mas esta não é uma tarefa das mais fáceis sobretudo quando se pensa nos grandes desafios de áreas como saúde e educação.
Na primeira (saúde) há reclamação de todo tamanho, da falta de medicamentos nas unidades de saúde, na farmácia básica e suas prateleiras horrendas aos sempre constantes reclames contra o HGM.
Ainda nesta área, o governo, ainda sem slogan, herdará uma ‘renca’ de obras inacabadas e sem recursos suficientes para recuperar o que os ‘bárbaros’ levaram e concluir cada obra (não há mais o que vir, praticamente, do governo federal em relação aos postos de saúde, por exemplo, iniciados em 2012).
EDUCAÇÃO QUE NÃO EDUCA
Na segunda (Educação), se faz qualquer coisa, menos fazer nossos alunos apreenderem ao ponto de subirmos 1 mísero pontinho sequer na escala do IDEB, onde não somos capazes de bater a meta 4,  numa pontuação que vai até 10.
Aliado à isso, encontrará uma per capta que, se continuar mal versada, teremos ainda pelos próximos 4 anos nossas crianças nas mãos do famoso ‘rodízio de merenda” (quero dizer – povoado que recebe este mês não ver nada  no mês seguinte e no final do ano há delas que só viram cheiro de merenda duas vezes ou menos).
A DESGRAÇA DA POLÍTICA
Nagib também terá que se livrar da pressão que vem ‘tinindo’ pra cima dele vinda dos apoios políticos, sobretudo daquela que seria a Augusta Casa.
Tem gente que pra se eleger prometeu até a alma e, na verdade, é o prefeito quem terá que emprestar a dele para deixar o sujeito na boa garantindo a estadia política de seres que nada tem a oferecer senão aquele mero ‘SIM’ (além do blá, blá, blá entojante fora das votações) em nome da harmonia entre os poderes e de uma governança que sempre começa com cara de quem pode corroída por velhas práticas.
Quando um prefeito cede à este tipo de ‘bota-bota’, acaba empregando gente sem a qualificação necessária para  cargos importantes (porque o ideal seria o concurso público) e funcionário botado pela janela, salvo raros casos,  não tá nem aí pra IDEB ou qualquer outra meta que seja estabelecida, quer é o dele no fim do mês e os alunos que se virem num futuro bem miserável.
CALDEIRÃO DO CÃO
Neste caldeirão doído para alguns, porém verdadeiro, qualquer cabeça esquentaria porque uma pergunta é iminente;
QUEM TEM CAPACIDADE DE ENCARAR, COMO SECRETÁRIO, AS MUDANÇAS QUE CODÓ PRECISA?
Quem tem pulso, qualificação adequada, coragem de dizer NÃO para o errado, de tomar medidas radicais que venham a nos ajudar a ver , ao menos, uma luz no fim deste túnel velho de luzes em gambiarra?
E ainda tem:
  • ADMINISTRAÇÃO (Importância interna do governo)
  • MEIO AMBIENTE (Tem o que fazer, não sei é o que não tem deixado os responsáveis fazerem)
TRABALHO E AÇÃO SOCIAL (secularmente só colabora com  a execução de programas sociais do governo federal, entrega ‘uns enxoval’ e distribui caixão. Muito nome pra pouco serviço e olha que ainda temos algo em torno de 25% de nossa população vivendo abaixo da linha da pobreza, menos de R$ 70,00 por mês no bolso)
FINANÇAS (importância interna do governo, mas ninguém nunca sabe o que se passa nessa secretaria, só o TCE 10 anos depois de cada administração)
  • COMUNICAÇÃO (Essa nem deve subir para o status de secretaria, embora tenha bastante mão de obra para abrigar)
  • CULTURA E IGUALDADE RACIAL (só pra fazer carnaval e 13 de maio, acabou)
SEGURANÇA (Se for criada, espero que não fique só naquele migué  de dizer “isso não é comigo, é com o Estado’).
  • INDÚSTRIA E COMÉRCIO (Essa nunca deveria ter sido criada, se continuar devem estabelecer uma finalidade e estipular  metas).
  • PLANEJAMENTO – (Como é que é?)
  • ESPORTE – Tem priorizado só o futebol e nem disso tem dado conta (que o diga o Campeonato da 1ª Divisão). As demais modalidades ficam com as migalhas do governo.
  • JUVENTUDE – Primeira medida é não colocar quase idoso pra ser secretário da Juventude (já ajudaria).
SAAE –  (Mudar tudo, faxina geral e abrir a caixa-preta para quem mantém aquilo funcionando, nós consumidores).
QUEM MAIS…? não lembro agora, vou dormir…
Ah!, lembrei – pelo amor de Deus, meufie,  NÃO me apareça com uma senhora de SECRETARIA DE ASSUNTOS INSTITUCIONAIS. (Nunca vi uma em lugar nenhum do Brasil que não seja apenas para abrigar aliados que não sabem nem o que diabos são ‘assuntos institucionais’. Contra-cheque gordo no final do mês e ‘assuntos nada institucionais’ só na praça mesmo ou na Ilha do amor e tal).
Agora sim, tchau…
Fonte do Blog do Acélio

Leave a Reply

Tecnologia do Blogger.