> MA-026 que liga Codó a Timbiras podemos comparar com tabua de pirulito Veja Porquê !

MA-026 que liga Codó a Timbiras podemos comparar com tabua de pirulito Veja Porquê !

Posted on segunda-feira, 11 de setembro de 2017 | No Comments

Da cidade de Codó até a  de Timbiras a MA-026 virou um  trecho cheio de buracos de todo tamanho e tá difícil não apenas para quem precisa trafegar usando carros, como nos explicou o vendedor Vilton Ferreira de Paiva, que trafega usando uma motocicleta.
 “Vixe aqui tá ruim até pra quem tá de pé avalie para quem tá de moto”, disse
CARRO QUEBRANDO
Professora Iranildes Tavares da Silva mora em Coroatá e precisa da rodovia estadual, praticamente, toda semana. Ela e o carro em que viajam já não suportam mais.
 “Os buracos tão tão grande que os carros ficam sem alinhamento, quebra tudo…TÁ NA HORA DE FAZER O QUE AQUI? Tá na hora de restaurar esta estrada…SE CONTINUAR DESSE JEITO? Se continuar desse jeito não tem dinheiro que dê pra gente consertar carro”
Tem gente que só passa por aqui agora durante o dia, é o caso do representante comercial Josimar de Melo.
 “Se for a noite arriscado cair dentro…PRA QUEM NÃO CONHECE? Muito perigoso, por isso eu só viajo de dia, quando chego à noite eu paro porque eu tenho muito medo de viajar à noite por causa dos buracos”, sustentou
BANDIDOS À ESPREITA
Na opinião do operador de máquinas, Ivan Guimarães, a baixa velocidade em razão da buraqueira já chamou a atenção até dos bandidos.
 “Tem muita gente que já foi assaltado aqui…POR QUÊ? Porque não consegue velocidade não, o cabra tem que diminuir velocidade o cabra se esconde nesse mato aí mano, aí é perigoso…O QUE TEM QUE SER FEITO? Arrumar isso aqui o mais rápido possível”, disse
SÓ PROMESSA
Há uma reclamação maior agora porque houve uma promessa, muito recente, de que o trecho entre o Km 17, zona rural de Codó, até a cidade de Coroatá, seria  asfaltado, mas isso não aconteceu.
Só foi feito TAPA-BURACOS entre o povoado KM 17 e a cidade de Codó.
 “Disseram, mas esta parte aqui esqueceram, né, não pode trabalhar só numa parte e esquecer a outra (…) fazer completo, ficar fazendo serviço só pela metade não dá”, criticou Ivan Guimarães.
Um desrespeito na opinião de quem precisa enfrentar  a dificuldade todos os dias. Taxista há 18 anos, seu João Bastos Silva criticou o governador Flávio Dino.
“Se as autoridades empregassem o dinheiro com vergonha e respeitassem o povo seria quase das melhores estradas desse trecho…MAIS QUAL É REALIDADE? A realidade é que as autoridades não respeitam a população”, afirmo.
Do Acelio

Leave a Reply

Tecnologia do Blogger.