Rádio Eldorado de Codó

sexta-feira, 19 de junho de 2020

Eleições 2020: gerentes apresentam processos ao corregedor eleitoral

19/06/20 - Apresentação dos processos de eleição ao corregedor, desembargador Joaquim Figueiredo

O desembargador Joaquim Figueiredo, vice-presidente e corregedor do Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão, começou nesta sexta, 19 de junho, a receber os 27 gerentes de processos de eleição para tomar conhecimento do que está planejado e em execução para, então, definir estratégias frente aos desafios que estão sendo enfrentados devido à pandemia. Joaquim Figueiredo assumiu com vice-presidente e corregedor do TRE-MA em 19 de maio de 2020.
Pelo número de processos (27), que demandam tempo para serem apresentados, as reuniões com o corregedor, que são mediadas pela Coordenadoria de Planejamento, Estratégia e Gestão, através da seção de Planejamento e Desenvolvimento, foram divididas em duas datas: nesta sexta (19) e na próxima (26), ambas em obediência às regras sanitárias visando garantir a saúde dos envolvidos.
“O objetivo exatamente é de fazermos o comparativo com o pleito pretérito e o atual, haja vista que estamos no meio de uma pandemia e com certeza essa eleição será atípica", explicou o corregedor. Para o desembargador Joaquim Figueiredo, essa troca de informações busca aperfeiçoar o processo eleitoral e garantir uma eleição sem atropelos.
Antes das apresentações dos gerentes, a seção de Planejamento e Desenvolvimento do Regional apresentou no último dia 12 de junho ao corregedor toda a metodologia realizada ao longo de 2019 para a elaboração do Plano Integrado Eleições 2020.
O plano é fruto de trabalho amplo e participativo, em que os gerentes trabalham na elaboração de cada etapa de seus processos ouvindo a opinião dos colaboradores e ainda observando as sugestões coletadas nas avaliações das Eleições de 2016 e 2018.
Cabe a cada gerente também identificar e detalhar o escopo de seu processo, descrever as atividades previstas com respectivos prazos e responsáveis, analisar o impacto dos possíveis riscos (apontando ações devidas), bem como indicar orçamento necessário, indicadores e metas a serem seguidos.
Durante quase 100 dias, a SEPLA da COPEG realizou 54 reuniões com os 27 gerentes de processo, das quais foram analisadas 1.991 atividades e identificados 249 riscos (84 classificados como altos e críticos e 6 considerados estratégicos). Todo esse esforço tem a finalidade de orientar as atividades relativas às eleições, buscando sempre a integração dos processos com foco na melhoria contínua dos serviços prestados ao cidadão.
Os processos apresentados nesta sexta foram: Comunicação, Contratações, Material de Consumo, Serviço Extraordinário, Mesário, Segurança, Capacitação, Oficial de Justiça, Veículos, Urnas e Suprimentos, Logística de Urnas e Material de Votação e Auxiliares de Apoio às Eleições.
Os que serão apresentados no dia 26 são: Geração de Mídias e Carga e Lacre, PATs, Eleições e Votações Simuladas, Juntas Especiais, Suprimento de Fundos, Auditoria de Funcionamento das Urnas Eletrônicas, Central de Acompanhamento das Eleições, Diplomação, Recrutamento, e Prestação de Contas

Nenhum comentário:

Postar um comentário