Rádio Eldorado de Codó

domingo, 30 de agosto de 2020

MPMA apresenta sistema para análise de dados sobre acúmulo ilegal de cargos

DSC 0664 copy
Novo sistema foi apresentado em reunião virtual

Em reunião virtual realizada na manhã de sexta-feira, 28, o Ministério Público do Maranhão apresentou a ferramenta Painel de BI (business inteligence) com dados sobre o acúmulo ilegal de cargos nos municípios maranhenses. Desenvolvida pela Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag), a ferramenta, que integra o Projeto Cidadão Consciente Gestão Transparente, será utilizada pelo Centro de Apoio Operacional de Defesa do Patrimônio Público e da Probidade Administrativa (CAOp ProAd).

O projeto Cidadão Consciente Gestão Transparente coordenado pelo CAOp Proad faz parte do Portfólios de Projetos do MPMA e está incluso no Plano Geral de Atuação 2019/2020, um recorte do Planejamento Estratégico 2016/2021.

O procurador-geral de justiça, Eduardo Nicolau, afirmou estar muito feliz em entregar a ferramenta ao CAOp ProAd e agradeceu o empenho da equipe da Seplag no desenvolvimento do sistema. “Esse é o resultado de um trabalho sério, comprometido com a instituição, que trará resultados importantes para a sociedade maranhense”, afirmou.

A coordenadora do CAOp ProAd, Nahyma Ribeiro Abas, destacou a importância da ferramenta para uma iniciativa que começou na Região Tocantina e que alcançou todo o estado no combate ao acúmulo ilegal de cargos públicos. “Ainda temos muitos casos de acúmulo e a sociedade nos traz denúncias quase diariamente. Precisamos apresentar resultados”, observou.

O servidor Samyr Cutrim, da Seplag, fez a apresentação da ferramenta e explicou que o Tribunal de Contas do Estado (TCE) tem um sistema que faz o levantamento dos dados. O Painel de BI do MPMA permite o cruzamento de dados de todo o estado e a análise de situações específicas pelos promotores de justiça.

Nesse momento, o sistema já tem inseridos todos os dados dos vínculos dos servidores dos 217 municípios maranhenses. Até o próximo dia 10, também será possível o cruzamento de dados com a esfera estadual.

Também participaram da reunião o diretor da Seplag, Carlos Henrique Vieira; o diretor da Secretaria para Assuntos Institucionais em exercício, Joaquim Ribeiro de Souza Júnior; e os promotores de justiça Marco Aurélio Batista Barros (Assessoria Especial do PGJ) e Glauce Mara Lima Malheiros (2ª Promotoria de Justiça Especializada de Açailândia.

Redação: Rodrigo Freitas (CCOM-MPMA)

Nenhum comentário:

Postar um comentário