Rádio Eldorado de Codó

quarta-feira, 25 de novembro de 2020

Violência contra mulher este ano no Maranhão fez mais de 2.400 vitimas

De acordo com a Ouvidoria Nacional de Direitos Humanos, as denúncias feitas ao Ligue 180 aumentaram 14,1% nos quatro primeiros meses de 2020.

A violência tem ultrapassado a faixa da zona urbana e alcançado o campo. 

No estado, mais de 2.400 mulheres vítimas de violência doméstica já buscaram a Defensoria Pública para pedir ajuda. Para alertar sobre a incidência de casos, uma campanha das associações agroecológicas tem trabalhado nos 30 dias de ativismo pelo fim da violência contra as mulheres camponesas do Maranhão.

A ideia é conscientizar para o fato de que a violência doméstica acontece em todo lugar, seja na zona urbana ou rural. O lançamento oficial aconteceu à distância, mas com discussões muito próximas da realidade destas vítimas, atendidas pela Defensoria Pública do Maranhão (DPE) de janeiro a agosto deste ano.

O número representa a média de 300 denúncias por mês na DPE. De acordo com a Ouvidoria Nacional de Direitos Humanos, as denúncias feitas ao Ligue 180 aumentaram 14,1% nos quatro primeiros meses de 2020, em comparação ao mesmo período de 2019. A partir da campanha, será feita pesquisa que aponte números sobre a violência doméstica contra a mulher no campo.

Uma das ações práticas da campanha está a criação de um espaço comunitário que disponha de internet para registro das denúncias de violência, além de chegar ao mapeamento dos casos que estão na zona rural.

Nenhum comentário:

Postar um comentário